Última hora

Última hora

Reunião de crise entre Cameron e Obama

Em leitura:

Reunião de crise entre Cameron e Obama

Tamanho do texto Aa Aa

A crise económica e a crise síria foram os pontos principais da reunião que levou o primeiro-ministro britânico a Washington para falar com Barack Obama.

“Nosso maior desafio é o de garantir uma recuperação económica sustentável. O Presidente Obama e eu temos defendido um acordo de comércio livre entre a União Europeia, os Estados Unidos, penso que há uma oportunidade real agora para começar o processo lançado a tempo da cimeira do G8”.

A crise é nesta altura motivo de de intensa atividade diplomática Obama tem a sua ideia sobre o poderá ser feito.

“É preciso reunir representantes do regime e da oposição, em Genebra nas próximas semanas para chegar a um acordo sobre um orgão de transição que permitiria uma transferência de poder de Assad para este órgão. Enquanto isso, vamos continuar a trabalhar para estabelecer os fatos em torno do uso de armas químicas na Síria e os fatos vão ajudar a orientar os nossos próximos passos “.

Londres e Washington n não descartam a possibilidade de tomar medidas mais duras contra a Síria sobre a crescente evidência de que o regime está a fazer uso de armas químicas.

O presidente dos Estados Unidos deixou claro que tem a “obrigação moral” de deter o massacre na Síria.