Última hora

Última hora

Bangladesh identifica falhas de segurança em mais de um quarto das fábricas do país

Em leitura:

Bangladesh identifica falhas de segurança em mais de um quarto das fábricas do país

Tamanho do texto Aa Aa

Uma cerimónia religiosa sobre as ruínas do edifício Rana Plaza, assinalou, esta terça-feira, o fim das operações de resgate após o maior acidente industrial de sempre no Bangladesh.

Milhares de familiares das 1127 vítimas mortais participaram numa oração, esta manhã, num momento em que 98 pessoas permanecem desaparecidas e quase 300 corpos ainda não foram reclamados.

O desmoronamento que revelou as condições de trabalho precárias do setor têxtil no país, levou o governo a aumentar o salário mínimo e a reforçar o papel dos sindicatos.

Sob pressão dos consumidores, várias marcas de pronto-a-vestir internacionais anunciaram a assinatura de um pacto para melhorar as condições de trabalho no segundo maior exportador de têxteis do mundo, depois da China.

As autoridades locais e nacionais, acusadas de negligência, revelaram ontem os resultados de um inquérito a 2.400 fábricas que aponta várias falhas de segurança em cerca de 700 instalações do país.