Última hora

Em leitura:

França: Cresce a polémica após os confrontos nas ruas de Paris


França

França: Cresce a polémica após os confrontos nas ruas de Paris

Paris ainda está em choque com o estado em que ficou a área do Trocadero, depois dos distúrbios durante a noite em que o PSG deveria festejar a vitória no campeonato francês de futebol.

Os festejos degeneraram em confrontos. 32 pessoas ficaram feridas, cerca de 40 foram detidas. Numerosas montras, carros e mobiliário urbano foram destruídos.

Esta parisiense, revoltada, acusa:
“Era a guerra, era a guerra. Foi inacreditável. A polícia estava ali por detrás das barreiras de proteção. Tiveram tempo de destruir tudo o que quiseram e ninguém veio aqui tentar detê-los, ninguém!”

Os incidentes acenderam uma enorme polémica política no país. A direita não poupa as forças da ordem, particularmente o responsável pela polícia de Paris e o ministro do Interior. As trocas de mimos sucedem-se nos media.

Jean François Copé, lider da UMP afirmou:
“O que se passou ontem é extremamente grave. Extremamente grave porque mostrou a incapacidade do Ministério do Interior e, em particular do perfeito da polícia, para garantir – em coerência com o que pensamos ser a autoridade do Estado – a segurança das pessoas e dos bens nos bairros da capital”.

“Ouço dizer a alguns à direita, na oposição, na extrema-direita, que a polícia não fez o seu trabalho. Há algumas semanas, os mesmos deputados, os mesmos responsáveis puseram em causa a polícia na gestão da ordem pública durante as manifestações contra o casamento para todos. Portanto, neste momento, o que está em causa não é o ministro do Interior, mas as forças da ordem e isto é inaceitável da parte dos eleitos”, retorquiu o ministro, Manuel Vals.

A oposição pede um inquérito parlamentar. O Paris Saint German foi convocado para uma reunião no ministério do Interior.

Logo de manhã, o clube parisiense, em comunicado, lamentou o ocorrido e denunciou algumas centenas de provocadores que “quiseram estragar a festa”, prometendo celebrar a vitória no campeonato, por ocasião do jogo com o Brest, no sábado, no Parque dos Príncipes.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Bangladesh identifica falhas de segurança em mais de um quarto das fábricas do país