Última hora

Em leitura:

França: Cresce a polémica após os confrontos nas ruas de Paris


França

França: Cresce a polémica após os confrontos nas ruas de Paris

Paris ainda está em choque com o estado em que ficou a área do Trocadero, depois dos distúrbios durante a noite em que o PSG deveria festejar a vitória no campeonato francês de futebol.

Os festejos degeneraram em confrontos. 32 pessoas ficaram feridas, cerca de 40 foram detidas. Numerosas montras, carros e mobiliário urbano foram destruídos.

Esta parisiense, revoltada, acusa:
“Era a guerra, era a guerra. Foi inacreditável. A polícia estava ali por detrás das barreiras de proteção. Tiveram tempo de destruir tudo o que quiseram e ninguém veio aqui tentar detê-los, ninguém!”

Os incidentes acenderam uma enorme polémica política no país. A direita não poupa as forças da ordem, particularmente o responsável pela polícia de Paris e o ministro do Interior. As trocas de mimos sucedem-se nos media.

Jean François Copé, lider da UMP afirmou:
“O que se passou ontem é extremamente grave. Extremamente grave porque mostrou a incapacidade do Ministério do Interior e, em particular do perfeito da polícia, para garantir – em coerência com o que pensamos ser a autoridade do Estado – a segurança das pessoas e dos bens nos bairros da capital”.

“Ouço dizer a alguns à direita, na oposição, na extrema-direita, que a polícia não fez o seu trabalho. Há algumas semanas, os mesmos deputados, os mesmos responsáveis puseram em causa a polícia na gestão da ordem pública durante as manifestações contra o casamento para todos. Portanto, neste momento, o que está em causa não é o ministro do Interior, mas as forças da ordem e isto é inaceitável da parte dos eleitos”, retorquiu o ministro, Manuel Vals.

A oposição pede um inquérito parlamentar. O Paris Saint German foi convocado para uma reunião no ministério do Interior.

Logo de manhã, o clube parisiense, em comunicado, lamentou o ocorrido e denunciou algumas centenas de provocadores que “quiseram estragar a festa”, prometendo celebrar a vitória no campeonato, por ocasião do jogo com o Brest, no sábado, no Parque dos Príncipes.

Bangladesh identifica falhas de segurança em mais de um quarto das fábricas do país

Bangladesh

Bangladesh identifica falhas de segurança em mais de um quarto das fábricas do país