Última hora

Última hora

Médico americano culpado de matar recém-nascidos

Em leitura:

Médico americano culpado de matar recém-nascidos

Tamanho do texto Aa Aa

Nos Estados Unidos, há uma nova “casa dos horrores” que está a fazer correr tinta.

A casa é uma clínica de abortos em Filadélfia. O dono foi considerado culpado do assassínio de vários recém-nascidos. Kermit Gosnell praticava abortos depois do prazo legal e alegadamente matava os bebés depois do parto.

O júri considerou-o culpado, tal como à assistente, Eileen O’Neill.

Gosnell pode ser condenado à morte, mas o advogado, Jack McMahon, espera uma pena mais leve: “Como qualquer pessoa inteligente, ele está dececionado e preocupado. Nós definimos bem a nossa posição ao longo deste julgamento, o julgamento foi justo e o júri pronunciou-se”.

Além dos alegados assassínios de recém-nascidos, Gosnell terá praticado vários abortos para lá do prazo legal.

O relatório do tribunal descreve a clínica, onde o médico exerceu nos últimos 30 anos, como um local sem quaisquer condições de higiene.