Última hora

Última hora

Terapia de protões: energia contra o cancro

Em leitura:

Terapia de protões: energia contra o cancro

Tamanho do texto Aa Aa

Milhões de pessoas são afetadas pelo cancro e existem vários tratamentos disponíveis. Os pacientes podem ser agora submetidos submetidos a uma sessão de terapia de protões, uma forma avançada de radioterapia que utiliza um feixe de protões de alta energia.

euronews: “As estatísticas dizem-nos que, infelizmente, o cancro está a aumentar em todo o mundo. Cerca de um terço da população vai desenvolver cancro durante a vida. A prevenção é importante, assim como as novas terapias. Este centro de pesquisa na Bélgica desenvolve as tecnologias mais recentes.”

As partículas carregadas são aceleradas até atingirem quase a velocidade da luz. Os eletrões são separados dos átomos de hidrogénio e apenas os protões são mantidos. É instalado um oleoduto especial para fazer com que os protões viajem em direção às salas de tratamento, antes de entrarem no corpo dos pacientes e de destruirem os tumores.

Enquanto a radiação convencional pode danificar os tecidos saudáveis​​, os feixes de protões distribuem a sua energia máxima dentro de um espaço controlado com precisão, reduzindo assim os efeitos adversos nos tecidos saudáveis ​​adjacentes.

Yyves Jongen, inventor: “Normalmente o cancro afeta pessoas mais velhas. Mas cerca de 7% dos casos são encontradas em crianças. E quando estamos a tratar o cancro em crianças é ainda mais importante não irradiar outros órgãos, que a criança vai precisar toda a vida. E a terapia de protões permite-nos fazer isso. Quando temos o paciente na mesa de tratamento, usamos dois raios-x para localizar a posição exata do tumor e podemos posicionar o paciente ao milímetro, para que o possamos atingir apenas o tumor e nada mais.”

A terapia de protões é particularmente útil no tratamento de tumores que estão perto de órgãos vitais, que poderiam ficar danificados como no cancro dos olhos, do cérebro, pescoço ou do peito esquerdo. A intensidade do feixe também pode ser regulada.

O inventor desta terapia de protões está agora na lista para um receber um Prémio Carreira, numa cerimónia organizada pelo Instituto Europeu de Patentes. Os vencedores vão ser anunciados a 28 de maio, em Amesterdão.

Yyves Jongen, inventor: “Sou pago para fazer coisas que gosto na vida. Sou apaixonado pelo combate ao cancro e em projetar máquinas que o possam tratar melhor. Então, sou um homem muito feliz.”

euronews: “Com a sua invenção salvou e continua a salvar milhares de vidas, qual é a sensação que isto lhe provoca?”

Yyves Jongen, inventor: “É extraordinário. Costumo ir a centros de terapia de protões e vejo os pacientes à espera e penso que a máquina que inventei os vai tratar com menos efeitos colaterais, sinto-me muito bem!”

Para tornar esta terapia amplamente disponível, o próximo passo será reduzir o tamanho e o custo das máquinas.