Última hora

Última hora

10.a ronda de negociações sobre o nuclear iraniano sem grandes esperanças

Em leitura:

10.a ronda de negociações sobre o nuclear iraniano sem grandes esperanças

Tamanho do texto Aa Aa

Pela 10.a vez, em dois anos, a Agência Internacional de Energia Atómica e o Irão tentam um acordo sobre a questão do nuclear iraniano, mas as esperanças são reduzidas.

Tanto mais que, dentro de exatamente um mês, a República Islâmica realizará eleições presidenciais.

Duas reuniões decorrem em simultâneo e fazem as manchetes dos jornais, em Teerão. Uma decorre em Viena, na Áustria, com os responsáveis da AIEA, e outra em Istambul, na Turquia, com a chefe da diplomacia da União Europeia.

Para Serge Barseghian, jornalista no jornal reformista Eternad, as esperanças são quase nulas: “As eleições presidenciais no Irão representam mais uma razão para que ambas as partes tenham uma abordagem cautelosa e esperem. Por isso, é pouco provável que se chegue a um acordo importante, que possa afetar a questão nuclear ou as eleições iranianas.”

Na prática, os inspetores da Agência Internacional de Energia Atómica querem que Teerão autorize o acesso às instalações nucleares do país, assim como a documentos e fontes. O objetivo é determinar se o Irão está ou não a preparar a bomba atómica.

Teerão garante tratar-se apenas de nuclear civil e recusa o acesso aos inspetores, alegando que isso vai além das competências da agência.