Última hora

Última hora

Administração Obama fez escutas a jornalistas da AP

Em leitura:

Administração Obama fez escutas a jornalistas da AP

Tamanho do texto Aa Aa

O Departamento de Justiça dos EUA apreendeu secretamente dois meses de registos telefónicos de jornalistas da agência Associated Press.

A polémica levantada obriga os responsáveis a explicar as razões de tal procedimento.

Numa conferência de imprensa em Washington, o Procurador-geral, Eric Holder, explicou que quem tomou a iniciativa pretendia proteger o público americano.

“ Devo dizer que é um dos mais graves, se não o mais grave, dentro dos dois ou três maiores casos de fuga de informação que colocou os americanos em risco e isso não é um exagero. Tentar encontrar o responsável deve ser uma ação exemplar”.

Na Casa Branca, o porta-voz, Jay Carney, disse que o presidente Barack Obama não tinha conhecimento das ações do Departamento de Justiça. O presidente acredita que deve haver um equilíbrio entre os direitos constitucionais da Primeira Emenda da imprensa e a proteção da segurança nacional”.

Ao todo, o governo apreendeu os registos de mais de 20 linhas telefónicas atribuídas à AP ao longo de um período de dois meses, afetando mais de 100 jornalistas.

Jornalistas e funcionários públicos exprimiram indignação.

O Comité Nacional Republicano pede a demissão do Procurador, Eric Holder.