Última hora

Última hora

Museu Lenine reabre ao público

Em leitura:

Museu Lenine reabre ao público

Tamanho do texto Aa Aa

O mausoléu onde repousam os restos mortais de Lenine, na Praça Vermelha, em Moscovo, desde 1924, reabriu, esta quarta-feira, ao público.

O monumento esteve encerrado desde o final de 2012 para obras, devido a infiltrações na estrutura. O corpo, embalsamado, do fundador do Estado soviético volta agora a estar exposto mas não sem levantar questões.

“Bem, foi um pouco assustador, quando vi Lenine, mas depois acalmei-me. Afinal de contas ele está morto, não vai atacar-nos como um fantasma”, desabafa uma criança russa.

“Pelo que eu li não temos certeza se é mesmo Lenine que estamos a ver ou se é uma figura de cera. Pelo menos foi o que li, como é possível mantê-lo, realmente, tão bem preservado e embalsamado durante todos estes anos? Talvez seja ele, talvez não”, afirma uma turista americana.

A polémica em torno da permanência do corpo de Lenine em exposição perdura à anos. Boris Ieltsin defendia que este queria repousar num cemitério ao lado da mãe. O ex-presidente russo nunca fez cumprir este desejo por temer uma revolta popular.