Última hora

Última hora

Alemanha: ministro da Defesa sob o fogo das críticas após cancelar projeto "Euro Hawk"

Em leitura:

Alemanha: ministro da Defesa sob o fogo das críticas após cancelar projeto "Euro Hawk"

Tamanho do texto Aa Aa

Um projeto de avião militar não tripulado, transformado num buraco de 500 milhões de euros para o governo alemão.

Dois dias depois de ter cancelado o projeto de drone “Euro Hawk”, o ministro da Defesa foi obrigado a explicar-se frente ao parlamento, face às críticas dos militares e quando alguns responsáveis da oposição pedem já a demissão do político, próximo de Angela Merkel.

Thomas de Maiziére justificou a decisão afirmando ter preferido cancelar o projeto, “num momento em que os custos ameaçavam ficar fora de controlo. É melhor um fim sem horror do que um horror sem fim”, afirmou.

Um argumento que não parece convencer os militares, num momento em que o governo põe em prática uma reforma drástica do exército que inclui a redução de 65 mil efetivos até 2017.

Na base da suspensão do projeto de drone está a ausência de um sistema anti-colisão no aparelho, exigido pelas autoridades aéreas europeias.

Um sistema que poderia duplicar os custos de produção do drone, segundo o ministro, acusado de ter esperado demasiado tempo para suspender o projeto.