Última hora

Última hora

Croácia reforça controlos fronteiriços nas vésperas da entrada na UE

Em leitura:

Croácia reforça controlos fronteiriços nas vésperas da entrada na UE

Tamanho do texto Aa Aa

A menos de dois meses de aderir à União Europeia, a Croácia ultima os preparativos para tornar-se na nova fronteira da comunidade.

Uma tarefa difícil numa região onde, até hoje, as delimitações territoriais eram imprecisas e os controlos fronteiriços escassos.

A partir do dia 1 de julho, bósnios, sérvios e montenegrinos terão, pela primeira vez, que pedir um visto ou utilizar um passaporte biométrico para poder entrar no país.

Um guarda fronteiriço lembra que, “nos últimos anos tivemos que substituir todo o equipamento, aumentar o número de polícias. Tivemos que adquirir novos veículos e equipamento como câmaras térmicas, binóculos, equipamento de visão noturna, essenciais para controlar o fluxo de imigração ilegal”.

A Croácia só deverá entrar no espaço de livre circulação de Schengen dentro de dois anos, mas o país espera cumprir, desde já, os critérios exigidos por Bruxelas.

Um desafio difícil numa região cruzada pelas principais rotas do tráfico de droga e da imigração clandestina. Cerca de 6 mil pessoas cruzam, em cada ano, ilegalmente, as fronteiras do país.