Última hora

Última hora

Obama afasta chefe da administração fiscal

Em leitura:

Obama afasta chefe da administração fiscal

Tamanho do texto Aa Aa

O escândalo rebentou na segunda-feira e Barack Obama não tardou a reagir. O presidente norte-americano anunciou, esta quarta-feira, a demissão do chefe da administração fiscal, Steven Miller, depois da descoberta que a agência impôs uma supervisão aos grupos especialmente críticos de Obama.

O presidente norte-americano declarou: “Revi o relatório do Departamento do Tesouro e o procedimento que foi revelado é indesculpável. Os americanos têm o direito de estar zangados com isto e eu também estou. Não tolerarei este tipo de comportamento em nenhuma agência e muito menos na administração fiscal, tendo em conta o seu poder e o alcance que tem nas nossas vidas. Hoje, o secretário do Tesouro deu o primeiro passo ao solicitar e ao aceitar a demissão do comissário em exercício da administração fiscal porque, dada a controvérsia em torno desta auditoria, é importante instituir uma nova liderança que ajude a restaurar a confiança daqui para a frente”.

A confiança foi abalada pela descoberta de um rigoroso controlo fiscal aos grupos que possuíssem a designação “Tea Party”, “patriota” ou que eram simplesmente críticos da administração de Barack Obama. A revelação foi divulgada pelo The Washington Post, o mesmo que em 1972 revelou o caso Watergate e derrubou o governo de Nixon.