Última hora

Em leitura:

Preocupações ambientais levam chineses a manifestarem-se


China

Preocupações ambientais levam chineses a manifestarem-se

As preocupações ambientais trouxeram para as ruas centenas de chineses. Sob forte dispositivo policial, protestam contra a construção de uma petroquímica, em Kunming. É a segunda vez, este mês, que os habitantes se manifestam contra este projeto

Os chineses começam pouco a pouco a opor-se ao modelo de crescimento económico das últimas três décadas, no país, que põe em risco o meio ambiente, como se depreende das palavras deste manifestante: “Estão a apostar num projeto que é altamente poluente, que vai destruir o nosso ambiente e a nossa terra, em nome dos lucros.”

O projeto, para os arredores de Kunming, capital da província de Yunnan, no sul do país, prevê a produção de combustíveis mas também de fertilizantes e de produtos químicos como o para-xileno, utilizado no fabrico de poliestireno e de embalagens em plástico.

Em novembro último, um outro projeto petroquímico foi abandonado, após vários dias de manifestações. E, no ano anterior, outro projeto semelhante foi igualmente suspenso, após a pressão da rua.

O presidente da autarquia de Kunming, Li Wenrong, diz que as autoridades terão em conta a opinião pública e anularão este projeto, se a maioria da população assim o desejar.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Irão garante que presidenciais não vão afetar programa nuclear