Última hora

Última hora

A adolescência em destaque no primeiro dia do Festival de Cannes

Em leitura:

A adolescência em destaque no primeiro dia do Festival de Cannes

Tamanho do texto Aa Aa

François Ozon é um dos seis realizadores franceses em liça para a Palma de Ouro, em Cannes. A equipa do filme “Jeune et Jolie” – incluindo a atriz principal, a jovem e até agora desconhecida Marine Vacth – posou, esta quinta-feira, na passadeira vermelha, no mesmo dia em que o filme foi projetado.

“Jeune et Jolie” conta como uma adolescente de 17 anos passa da virgindade à prostituição.

Um filme melodramático, na linha de outras obras do mesmo realizador, como por exemplo, “Swimming Pool”.

“O Festival de Cannes está, pois, bem lançado, com os dois primeiros filmes em competição, que tiveram as honras da passadeira vermelha. A corrida ao galardão máximo está aberta, com o filme “Heli”, do mexicano Amat Escalante – que conta a história de uma jovem de 12 anos, que se envolve com um polícia corrupto – e o do français François Ozon, “Jeune et Jolie”. E este é apenas o primeiro dia da competição”, salienta Frédéric Ponsard, o enviado da euronews a Cannes.

Primeiro dia também para “Un certain regard”, a competição paralela do Festival de Cannes, apostada em dar a conhecer novos valores e obras alternativas. As honras de abertura foram para “The Bling Ring”, de Sophia Coppola, que conta, no elenco, com Emma Watson, a Hermione de “Harry Potter”.

Um filme sobre um grupo de adolescentes obcecados pela fama que muitos esperavam ver na competição principal do certame.