Skip to main content

Ban Ki-Moon quer conferência internacional sobre a Síria o quanto antes
| Partilhe este artigo
|

O secretário-geral da ONU foi à Rússia procurar aliados para resolver o conflito sírio.

De visita a Sotchi, estância turística nas margens do Mar Negro, Ban Ki-Moon sublinhou a necessidade de avançar com uma conferência internacional sobre a Síria o quanto antes.

Moscovo apoia a iniciativa, mas insiste na necessidade de convidar o Irão. Uma hipótese já rejeitada pela França.

O secretário-geral da ONU sabe que a tarefa não é fácil, mas mostra-se confiante na realização desta conferência e na possibilidade de sentar à mesa das negociações todas as partes envolvidas no conflito. Para Ban Ki-Moon este encontro é essencial para pôr fim ao banho de sangue no país.

Um banho de sangue que conta com armamento russo. A imprensa norte-americana noticiou, esta sexta-feira, um novo carregamento de mísseis para a Síria.

O ministro dos Negócios Estrangeiros diz que a Rússia nunca escondeu o envio de armas para a Síria ao abrigo de contratos assinados e sem violar a legislação nacional ou os acordos internacionais. Serguei Lavrov acrescenta que as armas são, essencialmente, de defesa aérea e não criam, por isso, desequilíbrios nos combates entre as forças do regime e a oposição.

Copyright © 2014 euronews

Mais informação sobre
| Partilhe este artigo
|

Login
Por favor, introduza os seus dados de login