Última hora

Última hora

Faleceu o ditador argentino Jorge Videla

Em leitura:

Faleceu o ditador argentino Jorge Videla

Tamanho do texto Aa Aa

Jorge Videla, faleceu, esta sexta-feira, aos 87 anos. O antigo ditador argentino morreu, na cadeia de Marcos Paz, província de Buenos Aires, onde cumpria uma pena de prisão perpétua por crimes contra a munaidade, cometidos entre 1976 e 1981, quando dirigia a junta militar.

Jorge Videla assumiu a poder, na Argentina, após o golpe militar de março de 1976, que derrubou a presidente “Isabelita” Perón.

Nascido em agosto de 1925, Jorge Videla esteve intimamente ligado à vida militar. Em 1942, ingressou no Colégio Militar da Nação e em 1971 já era general. Considerado como “o ditador mais cruel da América Latina”, o ex-general levou a cabo um “processo de reorganização” da Argentina, um verdadeira “guerra suja” que resultou em detenções ilegais, torturas e assassínios. Segundo as organizações de defesa dos direitos humanos, mais de 30 mil pessoas desapareceram durante o seu governo.

Em 2012 foi sentenciado a mais 50 anos de prisão pela “prática sistemática e generalizada de subtração, retenção e ocultação de menores de idade”. Na prática, durante a ditadura, cerca de 500 crianças nascidas na prisão, foram retiradas às mães, prisioneiras políticas do regime, e dadas ilegalmente em adoção a “famílias bem” da Argentina.