Última hora

Última hora

Itália suspende imposto sobre residência principal

Em leitura:

Itália suspende imposto sobre residência principal

Tamanho do texto Aa Aa

É oficial, em junho, as famílias italianas não vão pagar a fatia do impopular imposto sobre a residência principal, o IMU. O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro italiano, acompanhado do número dois do governo, Angelino Alfano, membro do partido de Silvio Berlusconi, que defende o fim do imposto.

Mas a suspensão obriga o governo a encontrar de imediato dois mil milhões de euros para compensar a queda nas receitas. Segundo membros do executivo, o dinheiro vai vir de cortes na despesa pública.

Para lá da suspensão do pagamento de junho, o primeiro-ministro Enrico Letta prometeu também que a coligação governamental vai reformar o IMU – imposto municipal único – até 31 agosto.

O imposto sobre a residência principal abrange 15 milhões de casas, mas as residências de luxo vão ter de pagá-lo em junho.

A questão do IMU é um dos grandes pontos de discórdia na coligação, mas para a OCDE não deveria ser uma prioridade. Mais importante seria reduzir os custos do trabalho, para relançar a economia que vive a maior recessão de sempre.