Última hora

Última hora

Forças leais a Assad somam pontos no conflito sírio

Em leitura:

Forças leais a Assad somam pontos no conflito sírio

Tamanho do texto Aa Aa

O exército sírio entrou em Qusair, bastião dos rebeldes junto à fronteira libanesa que resistia há mais de um ano.

A ofensiva que contou com o apoio do movimento xiita Hezbollah e milícias pró-regime provocou mais de 30 mortos.

De acordo com as últimas informações, as forças fiéis ao presidente, Bashar Al-Assad controlam, neste momento, algumas zonas da cidade e arredores.

Situada na província de Homs, Qusair localiza-se num eixo que liga Damasco ao litoral. Uma cidade estratégica que ninguém quer perder.

O chefe de Estado sírio, contestado há mais de dois anos, reafirmou entretanto que não pretende abandonar o poder e mostrou-se cético em relação à conferência internacional pedida por Moscovo e Washington na tentativa de encontrar uma solução para o conflito.

Segundo o Observatório Sírio dos Direitos do Homem a guerra no país já provocou mais de 90 mil mortos. As Nações Unidas falam de uma situação insustentável.

“A entrega de medicamentos em zonas tomadas pelos rebeldes ainda não foi resolvida. Esta é uma questão extremamente importante” refere Adam Abdul Coordenador das Nações Unidas na Síria.

Não menos importante é a questão dos refugiados. De acordo com as Nações Unidas a barreira de um milhão e meio já foi ultrapassada. Um número que deve duplicar até dezembro.