Última hora

Última hora

Tunísia: confrontos entre salafistas e a polícia provocam um morto

Em leitura:

Tunísia: confrontos entre salafistas e a polícia provocam um morto

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos uma pessoa morreu e 15 ficaram feridas, este domingo, nos arredores da capital da Tunísia na sequência de confrontos entre manifestantes salafistas e a polícia.

Os protestos começaram depois de o governo ter proibido a realização do congresso anual do grupo radical islâmico Ansar Ashriaa. Uma decisão contestada nas ruas pelos apoiantes do movimento em Tunes e em Kairouan que substituíram a bandeira tunisina pela da Al-Qaeda.

Alguns manifestantes incendiaram carros e atiraram pedras à polícia que respondeu com gás lacrimogéneo.

“Não precisamos de um califado. Precisamos apenas de ganhar a vida em segurança e necessitamos estabilidade no mundo árabe” afirma um residente.

“Estamos aqui para zelar pela segurança e pretendemos ficar o tempo que for necessário para fazer respeitar a lei” refere um representante do sindicato da polícia.

Os transportes públicos foram suspensos e a vigilância policial reforçada. Várias pessoas foram detidas, entre elas o porta-voz do grupo radical islâmico.