Última hora

Última hora

Europa espera e desespera pela primavera

Em leitura:

Europa espera e desespera pela primavera

Tamanho do texto Aa Aa

Neve nos Pirenéus, chuva na maior parte do território francês. A primavera tarda para desespero de milhões de pessoas

As baixas temperaturas estão a ter um impacto negativo no setor agrícola em vários países europeus. Em Portugal, por exemplo, a geada no início de maio terá destruído mais de metade da produção de maçã no Douro Sul. O atraso nas colheitas é outra das consequências como explica um agricultor francês:

“A produção de morangos está atrasada entre 15 dias a três semanas devido à temperatura e à chuva.”

Maio de 2013 está perto de entrar para a história como o maio mais frio desde 1901. Os termómetros devem descer nos próximos dias em países como a França, Holanda e Alemanha. Nada que afete a boa disposição de quem já se encontra em férias.

E para receber a primavera nada melhor que manter a boa forma física. Ao contrário dos alemães, o regime feito pelos portugueses
ao longo dos últimos anos dispensa certo tipo de exercícios.

Depois da tempestade, a bonança, que o digam os moscovitas que passaram diretamente do inverno para o verão. Um corte necessário, diriam economistas e políticos numa outra situação.