Última hora

Última hora

"Le Passé" em Cannes

Em leitura:

"Le Passé" em Cannes

Tamanho do texto Aa Aa

Uma das obras mais esperadas em Cannes, o filme “Le Passé” de Asghar Farhadi foi exibido no Festival de Cinema. A película foi rodada em França e, uma vez que o realizador iraniano não fala francês dirigiu o filme inteiro recorrendo a um tradutor.

Asghar Farhadi: “Tentei que não fosse um obstáculo, tentei transformá-lo numa oportunidade, num desafio e tirar partido disso. No início houve muitas preocupações sobre essa questão e a minha equipa pensou que poderia ser arriscado, mas, felizmente, durante a filmagem tanto eu como a equipa transformamo-la numa vantagem.”

O filme conta a história de uma mulher dividida entre a vida passada com o ex-marido e a nova com o futuro marido, com a desaprovação da filha à mistura.

Bérénice Bejo, atriz: “Foi difícil trabalhar com um tradutor, mas também tornou tudo muito criativo, porque usar um tradutor significa que o realizador, os técnicos e os atores tiveram que se ouvir corretamente. Quando o realizador fala é possível vê-lo e sentir a sua energia e depois ouvia-se a tradução, que nos dava tempo para pensar antes de responder.”

Bérénice Bejo: “Eu adorei, diverti-me muito irritar-me com as crianças, a contracenar com Elyes, que interpretou Fouad, e a discutir com ele…É ótimo poder explodir assim no ecrã, porque eu não sou nada assim na vida real. Então toda essa energia negativa dentro de mim pode sair através desta personagem. É muito bom.”

“Le Passé” vai ser lançado na Europa durante este verão.