Última hora

Última hora

Crianças sobreviventes da escola de Moore contam como foi o tornado

Em leitura:

Crianças sobreviventes da escola de Moore contam como foi o tornado

Tamanho do texto Aa Aa

Um amontoado de destroços é tudo o que resta da escola primária Plaza Towers, em Moore, no Oklahoma, Estados Unidos. O edifício foi completamente destruído pelo tornado que, só nesta escola, provocou a morte a 7 crianças. (Ao total, 9 crianças terão perdido a vida, consequência do tornado, que fez 24 vítimas mortais).

Quanto aos pequenos sobreviventes, não vão esquecer tão cedo aquilo por que passaram.

É o caso de Isabela Rojas, aluna da escola: “O tornado surgiu e eu tive medo, agarrei-me a uma das carteiras da sala de aula e caí para trás e as sujidades começaram a entrar-me pelos olhos e pela roupa.”

O pequeno Gabriel Ryan também explica o que vivenciou: “Era um barulho surdo e depois o telhado foi levado e começou a chover-me em cima, a cair-me lama em cima e isso assim…”

Bombeiros, militares, socorristas ou simples voluntários conseguiram resgatar com vida, a maioria das crianças desta escola.

Mas a tarefa ainda não terminou, como explica Marci Gonzalez, a correspondente da ABC, parceira da euronews, nos Estados Unidos: “Os socorristas continuam as buscas, na esperança de que encontrarem mais sobreviventes. Estão a procurar nos destroços para ver se alguém terá ficado soterrado. Estas são as últimas notícias de Moore, no Oklahoma.”