Última hora

Última hora

Segunda noite de motins em Estocolmo

Em leitura:

Segunda noite de motins em Estocolmo

Tamanho do texto Aa Aa

Pela segunda noite consecutiva, Husby, nos subúrbios de Estocolmo, na Suécia, estive a ferro e fogo.

Grupos de jovens encapuzados incendiaram carros e envolveram-se em confrontos com os bombeiros e com as forças da ordem.

Vários soldados da paz assim como polícias foram atingidos por pedras e ficaram feridos, embora sem gravidade.

Segundo a polícia, entre 50 e 100 pessoas estiveram envolvidas nos distúrbios, algumas das quais jovens de apenas 13 anos.

Diana Sundin, porta-voz da polícia, explica: “[Os jovens] atearam um incêndio e os bombeiros tiveram de intervir. A polícia teve de escoltá-los e o arremesso de pedras recomeçou.”

O motim pode estar relacionado com a morte, pela polícia, de um residente deste bairro multiétnico, nos arredores da capital sueca.

Nesta segunda noite de distúrbios, 10 veículos foram incendiados. Seis pessoas foram detidas.

Na primeira noite, os estragos foram mais consequentes: os vândalos incendiaram uma escola, uma lavandaria, vários carros estacionados nas ruas e uma garagem com 50 veículos.

Alguns analistas mais extremistas começam a dizer que a Suécia está a pagar o preço da generosidade para com os imigrantes.