Última hora

Última hora

A Europa pelos pincéis de Rubens

Em leitura:

A Europa pelos pincéis de Rubens

Tamanho do texto Aa Aa

A nova filial do Louvre abriu no início deste ano na pacata cidade de Lens, perto da fronteira com a Bélgica. Agora abre ao público a primeira exposição internacional, que pretende explorar a Europa do Rubens, que inclui 170 obras do artista e de alguns dos seus contemporâneos.

Blaise Ducos, curador: “Ele viveu na Europa, num momento em que, a maioria das pessoas nasceu, viveu e morreu numa zona que abrange não mais do que apenas alguns quilómetros. Mas as peças que estamos a expor aqui mostram exatamente o oposto. São o trabalho de uma pessoa viajada. Rubens visitou a Itália, Espanha, Inglaterra e Paris. Trabalhou em Paris, no Palácio do Luxemburgo. Realmente teve uma experiência de vida extraordinária. Em termos modernos, isso faz dele um modelo europeu. Distinguiu-se dos seus contemporâneos, por si só.”

A exposição inclui pinturas, desenhos, esculturas e artes decorativas. Representa o dinamismo da inspiração de Rubens e a produção criativa. A exposição acontece no Museu Louvre-Lens até 23 de setembro.