Última hora

Última hora

A diretora do FMI face à justiça francesa

Em leitura:

A diretora do FMI face à justiça francesa

Tamanho do texto Aa Aa

A diretora do FMI responde hoje frente aos juízes franceses, na qualidade de ex-ministra da economia, por suspeitas de desvio de fundos públicos.

Christine Lagarde, que rejeita as acusações, começou a ser ouvida esta manhã por três juízes do tribunal de justiça da república, encarregado de julgar ex-membros ou membros do governo.

Em causa está o papel da ex-ministra no alegado favorecimento do empresário e ex-político Bernard Tapie em 2007, depois de um tribunal arbitral ter concedido uma indemnização de 403 milhões de euros ao homem de negócios.

Lagarde terá de explicar porque é que decidiu não recorrer contra a decisão no processo que opunha Tapie ao organismo do estado encarregue de gerir o passivo do banco Credit Lyonnais.

A ex-ministra rejeita igualmente qualquer intervenção do ex-presidente Nicolas Sarkozy, e amigo pessoal de Tapie, para facilitar a indemnização milionária.

Os juízes têm até amanhã para decidir se vão indiciar Lagarde por desvio de fundos públicos.