Última hora

Última hora

Prémio Príncipe das Astúrias para a Comunicação e Humanidades atribuído a Annie Leibovitz

Em leitura:

Prémio Príncipe das Astúrias para a Comunicação e Humanidades atribuído a Annie Leibovitz

Tamanho do texto Aa Aa

Annie Leibovitz foi laureada com o Prémio Príncipe das Astúrias na área da Comunicação e Humanidades.
Trata-se do terceiro de oito galardões atribuído este ano pela Fundação Príncipe das Astúrias. O realizador austro-alemão Michael Haneke recebeu o Prémio das Artes; a socióloga holandesa Saskia Sassen foi galardoada com o Prémio das Ciências Sociais.

O presidente do Júri, Victor Garcia de la Concha, justificou a escolha ao afirmar que “a americana Annie Leibovitz tem sido uma das dinamizadoras do fotojornalismo mundial e é uma das fotógrafas mais respeitadas na Europa e na América.”

Anna-Lou Leibovitz, mais conhecida pelo nome de Annie Leibovitz, notabilizou-se graças à realização de retratos de celebridades. Nascida a 02 de outubro de 1949, em Westport, no Connecticut, a fotógrafa começou por estudar pintura no Instituto de Arte de São Francisco, em 1967, e foi precisamente nesta época que começou a interessar-se pela fotografia.

Trabalhou para a revista Rolling Stone, onde foi chefe de fotografia, entre 1973 e 1983. Da Rolling Stone passou para a Vanity Fair.

Leibovitz acompanhou os Rolling Stones, em 1975, durante a tournée internacional do grupo britânico. É autora de um retrato da rainha de Inglaterra e da fotografia de John Lennon e Yoko Ono, tirada poucas horas antes de o ex-Beatle ser assassinado.