Última hora

Em leitura:

UEFA endurece luta contra o racismo


Desporto

UEFA endurece luta contra o racismo

As atitudes racistas por parte de jogadores ou dirigentes desportivos vão passar a ser punidas com sanções mais graves.

Foi o que disse o secretário-geral da UEFA, Gianni Infantino, depois de vários episódios que têm dado que falar.

Um dos mais graves aconteceu no jogo de sub-21 entre a Sérvia e Inglaterra. Insultos contra o jogador Danny Rose levaram-no a abandonar o campo e a cenas de pugilato entre os jogadores.

“A mensagem é que estamos a lutar contra o racismo e vamos fazê-lo de uma forma eficiente. Se um jogador ou dirigente de um clube tiver atitudes racistas, será suspenso por pelo menos dez jogos”, garantiu Infantino.

A Sérvia, pelos incidentes no jogo com a Inglaterra, foi condenada a uma multa de cerca de 50.000 euros e um jogo à porta fechada. As sanções agora propostas por Infantino são bastante mais pesadas que as praticadas até agora.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

Desporto

Caiu 300 metros e escapou ileso