Última hora

Última hora

Distúrbios em Estocolmo incendeiam debate sobre integração de imigrantes na Suécia

Em leitura:

Distúrbios em Estocolmo incendeiam debate sobre integração de imigrantes na Suécia

Distúrbios em Estocolmo incendeiam debate sobre integração de imigrantes na Suécia
Tamanho do texto Aa Aa

Quinta noite consecutiva de distúrbios nos subúrbios de Estocolmo.
Carros incendiados, mais duas escolas e uma esquadra de polícia vandalizadas. Na noite de quinta para sexta-feira, as autoridades detiveram 8 pessoas.

Esta vaga de violência, na Suécia, um país tradicionalmente pacífico, tem incendiado também o debate sobre a integração dos imigrantes: são cerca de 15% da população, concentram-se normalmente nos bairros mais pobres das grandes cidades. Além disso, a taxa de desemprego entre os imigrantes é bastante maior que no resto da população.

Só em Husby, bairro onde começaram os incidentes, um em cada cinco jovens não trabalha nem estuda. A taxa de desemprego e de pessoas a viver dos apoios estatais é de 8,8% e 12%, respetivamente.

Os incidentes começaram na semana passada, depois de um homem de 69 anos e com problemas psíquicos ter sido abatido a tiro pela polícia. O indivíduo estava fechado com a companheira em casa e terá ameaçado os agentes com um machado. A população do bairro indignou-se e acusa a polícia de ser racista e violenta com crianças e idosos.