Última hora

Última hora

"La vie d'Adèle" conquista Palma de Ouro

Em leitura:

"La vie d'Adèle" conquista Palma de Ouro

Tamanho do texto Aa Aa

O júri presidido por Steven Spielberg atribuiu a Palma de Ouro do sexagésimo sexto Festival de Cinema de Cannes a “La Vie d’Adèle”, do franco-tunisino Abdellatif Kechiche. O realizador dedicou o prémio “à bela juventude de França”, bem como à da “revolução tunisina, que aspira a viver e amar livremente”.

O júri pretendeu premiar não só Kechiche, como as atrizes Adèle Exarchopoulos e Léa Seydoux, protagonistas desta história de amor entre duas adolescentes.

O Grande Prémio foi para “Inside Llewyn Davis”, de Ethan e Joel Coen, já galardoados em 1991 com a Palma de Ouro por “Barton Fink”.

Sem a presença dos irmãos Coen em Cannes, coube ao ator principal, Oscar Isaac, receber o galardão. “Inside Llewyn Davis” descreve, com humor e nostalgia, o Greenwich Village e a música “folk” dos anos 60.

O prémio de Melhor Atriz foi atribuído à franco-argentina Bérénice Bejo, pelo papel no drama “Le Passé” do iraniano Asghar Farhadi, enquanto o galardão da interpretação masculina coube ao norte-americano Bruce Dern, protagonista de “Nebraska”, o “road movie” melancólico de Alexander Payne.