Última hora

Última hora

Alemanha apoia China na "guerra" dos painéis solares

Em leitura:

Alemanha apoia China na "guerra" dos painéis solares

Tamanho do texto Aa Aa

A China e a Alemanha estão unidas no combate ao protecionismo.

Os governos dos dois países estão contra o agravamento das taxas da União Europeia para a importação de painéis solares da China.

Não foi por acaso que o primeiro-ministro Li Keqiang escolheu a Alemanha como único país da União Europeia a visitar durante um périplo que passou também pela Índia, pelo Paquistão e pela Suíça.

“Nós estamos juntos. Se a Europa também continuar junta, próspera, estável e forte, isso é bom não só para a União Europeia e para a Europa, como também para o desenvolvimento da China”, disse o chefe do governo chinês.

A Alemanha é o país da União Europeia que mais tem a perder com um conflito entre o bloco e a China. As trocas comerciais entre os dois países representaram, no ano passado, 144 mil milhões de euros, um terço de todas as trocas entre a China e os Vinte e Sete.

A Comissão Europeia propôs uma taxa de 47% sobre a importação de painéis solares da China, uma proposta que vai ser discutida pelos governos dos Vinte e Sete no início do próximo mês.