Última hora

Última hora

ONU pede um combate ao terrorismo que não viole os Direitos Humanos

Em leitura:

ONU pede um combate ao terrorismo que não viole os Direitos Humanos

ONU pede um combate ao terrorismo que não viole os Direitos Humanos
Tamanho do texto Aa Aa

Procurar combater o terrorismo através da limitação e violação das liberdades só pode agravar o problema, defendeu a Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos. Navi Pillay considera que “tais práticas são contraproducentes. Medidas que violam os direitos humanos não erradicam o terrorismo, alimentam-no”, afirmou na abertura da 23.ª sessão do Conselho dos Direitos Humanos das Nações Unidas, que decorre em Genebra, na Suíça.

A Alta Comissária apelou aos países que utilizam ‘drones’ (aviões não pilotados) para que apliquem “critérios de transparência e assegurem o respeito pelas leis internacionais” quando recorrem a estas armas. Pillay pediu ainda “investigações independentes” às violações dos direitos humanos que ocorrerem, de forma a que “as vítimas sejam indemnizadas”.

Na semana passada, Barack Obama prometeu uma política mais restritiva no uso de ‘drones’ pelos Estados Unidos. A Casa Branca disse que só irá recorrer a estas armas em caso de ameaça “contínua e iminente” e a responsabilidade de comandar os ataques passa da CIA para o Departamento de Defesa.

Obama ainda não cumpriu a promessa de fechar a prisão de Guantánamo, em Cuba, “um exemplo de como a luta contra o terrorismo tem falhado na defesa dos direitos humanos”, referiu a Alta Comissária da ONU, Navi Pillay.