Última hora

Última hora

Protestos contra detenções de ex-combatentes do Kosovo

Em leitura:

Protestos contra detenções de ex-combatentes do Kosovo

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de antigos combatentes da guerrilha albanesa no Kosovo protestaram esta segunda-feira contra a detenção de sete ex-membros do UÇK acusados pela União Europeia de crimes de guerra durante o conflito no território.

Os detidos são membros do extinto Exército de Libertação do Kosovo, a formação separatista albanesa que combateu as forças sérvias entre 1996 e 1999.

Os suspeitos estão a ser investigados por crimes cometidos contra civis, referiu a Missão de Justiça da União Europeia (Eulex) em comunicado.

“Queremos viver juntos numa sociedade multiétnica, mas também queremos justiça. Apoiamos os que lutaram pela liberdade e queremos mostrar que os respeitamos, porque trouxeram-nos a liberdade. É graças às pessoas agora detidas que os sérvios e toda agente pode movimentar-se livremente no Kosovo sem medo”, disse um manifestante de etnia albanesa.

O UÇK combateu as forças sérvias durante o regime de Slobodan Milosevic, que em 1989 retirou o estatuto de autonomia a esta província do sul da Sérvia, e muitos dos seus membros são ainda considerados heróis pela maioria dos quase dois milhões de albaneses kosovares.