Última hora

Última hora

Combate ao desemprego jovem mobiliza políticos europeus

Em leitura:

Combate ao desemprego jovem mobiliza políticos europeus

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente francês, François Hollande, deu as boas-vindas ao ministro das Finanças da Alemanha e a outros líderes europeus, esta terça-feira, em Paris, para relançar a discussão sobre o desemprego jovem, que atinge a média de 23,5% na União Europeia, mas que em Portugal ultrapassa os 38%.

Crédito às pequenas e médias empresas, estágios, formação e programas de mobilidade são as propostas há muito discutidas e que têm o apoio de Andrea Gerosa, do centro de estudos Think Young, em Bruxelas.

“Os países onde existe uma taxa de desemprego muito baixa, tais como Alemanha, Áustria e Suíça, são os que implementaram esse esquema. Consideramos que é uma boa iniciativa e pensamos que é fundamental que estejam envolvidos não só os governos, mas também as empresas e o Banco Europeu de Investimento”, afirmou.

O orçamento europeu para 2014-2020 promete 6 mil milhões de euros para esta causa, mas até lá a Comissão Europeia (CE) aceitou, por exemplo, redirecionar alguns fundos europeus.

O porta-voz da CE, Olivier Bailly, refere que “existem várias ideias em discussão e, na verdade, muitas delas são reflexo do que a Comissão tem vindo a propor nos últimos 18 meses, mas chegou a hora de implementar o que já foi decidido”.

O combate ao desemprego, sobretudo jovem, é tema da próxima cimeira da UE, mas também de uma conferência em Berlim, a 3 de Julho, promovida pelo Governo alemão, muito criticado pela defesa acérrima da austeridade quando se agudiza a recessão na zona euro.