Última hora

Última hora

Trabalhadora da OMS assassinada no Paquistão

Em leitura:

Trabalhadora da OMS assassinada no Paquistão

Tamanho do texto Aa Aa

A Organização Mundial de Saúde (OMS) suspendeu temporariamente as campanhas de vacinação contra a poliomielite no Paquistão, depois de uma mulher que trabalhava nestas campanhas ter sido morta a tiro, alegadamente por militantes talibãs. O crime aconteceu na cidade de Peshawar.

“Os nossos trabalhadores disseram não queriam ter as forças de segurança ao lado e preferiam tê-las um pouco afastadas”, diz um colega da vítima.

O grupo disparou sobre várias mulheres que estavam a vacinar crianças e uma delas teve morte imediata.

Foi a terceira vez que um destes grupos foi atacado. Os talibãs consideram as campanhas de vacinação da OMS como uma capa para atos de espionagem. O ataque mais grave matou oito voluntários da OMS, em dezembro.