Última hora

Última hora

Jubileu de diamante do Everest

Em leitura:

Jubileu de diamante do Everest

Tamanho do texto Aa Aa

A mais alta montanha da terra foi conquistada apenas há seis décadas. O Monte Everest, com 8844,43 m foi inalcançável durante muitos e muitos séculos.

A exploração gravou na história os nomes de Edmund Hillary e Tanzing Norgay, os dois membros da expedição que chegaram pela primeira vez ao mítico cume no dia 29 de maio de 1953.
Já não estão entre os vivos, mas no Nepal foi feita a homenagem. A neta de Hillary, a sobrinha, o neto deTanzing, e o único expedicionário ainda em vida, Kancha Sherpa, percorreram as ruas de Katmandu em festa.
O netoTanzing, também alpinista, lembra a proeza dos dois homens:

“Eram dois homens simples, um que veio da Nova Zelância e o outro, Tanzing Norgay, o sherpa que nasceu à sombra do Everest”.

No cume do Everest, Tanzing deixou as bandeiras da ONU, do Reino Unido (que pagou a expedição) e do Nepal. Admiraram a paisagem durante 15 minutos.

À descida foram aclamados como heróis. A expedição foi possibilitada pela partiipação de 300 pessoas, que transportaram oito toneladas de material, durante dois meses, de plataforma em plataforma, de campamento em acampamento.O antido piloto da II Guerra Mundial foi escolhido pelos ingleses devido à ótima forma física, já que os dois homens partiam rumo ao desconhecido.

Edmund Hillary:

“ Quando descia e devia atravessar uma cratera, o gelo cedeu e eu resvalei por ali abaixo. Tanzing puxou imediatamente a corda, de modo que não fui longe”.

E o que sentiu Tanzing ao chegar ao Teto do Mundo?

“Ficou muito feliz”

Foram eles que abriram a via para os 3500 alpinistas que escalaram o Everest. Quase 300 pessoas já deixaram lá a vida. O magnetismo continua, como demostra a expedição em curso do japonês Yuichiro Miura, de 80 anos.