Última hora

Última hora

OCDE e FMI revêm em baixa as previsões de crescimento da China em 2013

Em leitura:

OCDE e FMI revêm em baixa as previsões de crescimento da China em 2013

Tamanho do texto Aa Aa

No mesmo dia, a OCDE e o FMI reviram em baixa as previsões de crescimento da China em 2013. A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico aponta agora para um crescimento de 7,8%, contra 8,5% em novembro, enquanto o Fundo Monetário Internacional prevê que a economia chinesa cresça 7,75%, quando há um mês estimava o valor nos 8%.

Exportações em recuo, um contexto económico internacional que continua frágil e os receios de um abrandamento na segunda economia mundial, servem ao FMI para a revisão em baixa das previsões de crescimento da China para este ano.

O FMI também alerta Pequim para o rápido aumento do crédito bancário e insistiu na necessidade de reformas urgentes para colocar a economia num ritmo de crescimento mais sustentável.

Os números da OCDE e do FMI continuam acima dos do governo chinês que prevê um crescimento de 7,5% este ano.