Última hora

Última hora

Síria: Irão acolhe conferência para discutir solução política para o conflito

Em leitura:

Síria: Irão acolhe conferência para discutir solução política para o conflito

Tamanho do texto Aa Aa

O Irão, aliado do regime de Bashar al-Assad, acolhe hoje uma conferência internacional para discutir uma solução política para o conflito na Síria.

Segundo o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros, Hosein Amir Abdollahian participam no encontro mais de 40 países e um representante das Nações Unidas.

Por seu lado, a Rússia criticou a União Europeia por levantar o embargo da venda armas aos rebeldes sírios, mas irá continuar a fornecer armas ao regime de Damasco.

É o caso dos sistemas de mísseis S-300 que Moscovo vai fornecer ao exército de Bashar al-Assad, conforme tinha previamente acordado.

Os Estados Unidos já reagiram à decisão de Moscovo:

“Há muito tempo que condenamos o contínuo fornecimento de armas russas ao regime. Isso inclui todo o tipo de armas. Fomos muito diretos e claros com o governo russo sobre esta matéria”, disse o porta-voz do Departamento de Estado.

Israel, através do ministro da Defesa, sem detalhar a que tipo de ações se referia, disse que “saberá o que fazer” caso a Rússia concretize a entrega dos mísseis ao regime de Bashar al-Assad.

Israel está a realizar exercícios militares em terra e no mar, que incluem a preparação para ataques com armas químicas.

Entretanto, está a terminar o prazo de 24 horas que o comandante dos rebeldes sírios deu ao movimento xiita libanês Hezbollah para abandonar o combate na Síria, onde apoia as forças do regime, caso contrário será perseguido pelas forças rebeldes.