Última hora

Última hora

Assad afirma que qualquer acordo de paz será submetido a referendo na Síria

Em leitura:

Assad afirma que qualquer acordo de paz será submetido a referendo na Síria

Tamanho do texto Aa Aa

Qualquer acordo de paz para a Síria terá de ser sujeito a referendo: É esta a única condição que Bashar al-Assad impõe para participar na conferência de Genebra que a Rússia e os Estados Unidos estão a tentar organizar. Numa entrevista ao canal do Hezbollah – Al Manar TV – o presidente sírio insinuou ainda que Damasco já recebeu parte dos mísseis S300 vendidos pela Rússia. O chefe de Estado admitiu que a primeira remessa já chegou a Damasco para reforçar o escudo de defesa antiaérea do país.

O facto de a Rússia fornecer armamento a Damasco e de a Europa ter levantado o embargo à venda de armas aos rebeles foi criticado pelas Nações Unidas. O secretário-geral, Ban Ki-Moon afirmou que tem “apelado a todos os que têm influência, para dizerem a ambas as partes para pararem com os combates”, considerando que “não há uma solução militar neste caso. Só um processo político pode resolver a questão de uma forma sustentável”.

A Rússia acusou o principal grupo da oposição síria de estar a minar os esforços para a paz. Segundo Serguei Lavrov, a Coligação Nacional Síria está “apenas unida na exigência da demissão imediata de Bashar al-Assad. É claro para todos, incluindo para os parceiros ocidentais, que esta posição é irrealista”, afirmou o chefe da diplomacia de Moscovo depois das reuniões que teve nos últimos dias com John Kerry e Laurent Fabius, os seus homólogos norte-americano e francês.

Moscovo considerou o envio dos mísseis para Damasco como “um fator de estabilidade para o país”, num momento em que Londres e Paris aumentam a pressão para dar mais apoio internacional aos rebeldes sírios.