Última hora

Última hora

1.º debate presidencial da história da República Islâmica do Irão

Em leitura:

1.º debate presidencial da história da República Islâmica do Irão

Tamanho do texto Aa Aa

Pela primeira vez na história da República Islâmica do Irão, um debate televisivo entre os oito candidatos à presidência.

Uma novidade que só dificilmente irá alterar os dados de uma corrida que na prática se reduz a dois candidatos: Saeed Jalili, o ex-negociador na questão do nuclear e o presidente da câmara de Teerão, Mohammad Baqer Qalibaf, duas figuras próximas do líder supremo Ali Khamenei.

Representante da ala reformista, Hassan Rohani atacou a política económica do anterior governo.

Dois protagonistas foram excluídos do sufrágio do próximo dia 14 de junho pelo Conselho dos Guardiões: o ex-presidente Akbar Hashemi Rafsanjani, que serviu dois mandatos – entre 1989 e 1997 – e o delfim e braço direito de Ahmadinejd, Esfandiar Rahim Mashei. Exclusões que beneficiam o conservador Jalili que passou a contar com o apoio do presidente cessante que não pode concorrer a um terceiro mandato. Em sentido contrário, os Estados Unidos aliviaram as sanções, permitindo a venda de equipamentos de telecomunicação a particulares iranianos na perspetiva de contrariar a censura do regime.