Última hora

Última hora

Cigarro eletrónico na mira do governo francês

Em leitura:

Cigarro eletrónico na mira do governo francês

Tamanho do texto Aa Aa

A França vai proibir o consumo de cigarros eletrónicos em lugares públicos e a venda dos mesmos a menores de 18 anos, anunciou a ministra da Saúde. No Dia Mundial Sem Tabaco, o governo francês afirmou que quer “aplicar ao cigarro eletrónico as mesmas medidas em vigor para o tabaco”.

Numa entrevista à rádio pública francesa, a ministra da Saúde, Marisol Touraine reconheceu que o cigarro eletrónico “pode ser um bom instrumento para os fumadores deixarem de fumar, mas para os que não fumam pode ser uma forma de começarem”. Portanto, é “necessário que as regras que se aplicam ao tabaco também se apliquem ao cigarro eletrónico”, explicou.

O impacto para a saúde do consumo de cigarros eletrónicos ainda está a ser estudado. O anúncio das restrições foi mal recebido pelos comerciantes. Um vendedor especializado considera que “a proibição é demasiado restritiva porque, atualmente, o objetivo do cigarro eletrónico é garantir que as pessoas fumam cada vez menos e trata-se de um produto muito menos prejudicial para a saúde”.

Estima-se que 500 mil pessoas utilizem cigarros eletrónicos em França, um mercado em expansão com um volume de negócios de 40 milhões de euros em 2012 e que deve atingir os 100 milhões no final deste ano, ou seja, o equivalente ao mercado dos produtos para deixar de fumar, mas bem longe dos 17,9 mil milhões de euros realizados pelo tabaco em 2012.