Última hora

Última hora

Dezenas de feridos em confrontos com a polícia nas ruas de Istambul

Em leitura:

Dezenas de feridos em confrontos com a polícia nas ruas de Istambul

Tamanho do texto Aa Aa

Os confrontos entre a polícia e os ocupantes do parque Gezi, em Istambul, prolongaram-se ao logo do dia nas áreas limítrofes da Praça Taksim.

A polícia desencadeou de manhã bem cedo uma operação de força, com recurso a gás lacrimogénio, para desalojar dezenas de pessoas que se instalaram há três dias no parque, em protesto contra um projeto de urbanização.

Com o degenerar da situação, o presidente da câmara de Istambul veio esclarecer que os trabalhos que tiveram início no parque eram apenas para alargar uma passagem para peões, mas os manifestantes não estão convencidos:

“Nunca ouvi nada assim, é uma bricadeira. O que querem fazer a este magnifico parque? À volta da praça Taksim está tudo cheio de centros comerciais. Porque querem privatizar aqui? Todo o país tem sido privatizado. É culpa deste governo”.

O projeto urbanístico desenhado para o local inclui, entre outras, a reconstrução de antigos postos militares otomanos e a construção de um centro cultural e um centro comercial.

Os confrontos alastraram por várias artérias da cidade.Várias dezenas de pessoas ficaram feridas, entre as quais turistas, deputados e jornalistas, como o nosso repórter, Bora Bayraktar, atingido por uma descarga de gás lacrimogénio.

“O movimento de ocupação que começou para proteger uma zona verde no centro de Istambul cresceu no quarto dia e estendeu-se à famosa praça Taksim. Tudo indica que os incidentes devem continuar”.