Última hora

Última hora

El Salvador: cesariana pode salvar vida de Beatriz

Em leitura:

El Salvador: cesariana pode salvar vida de Beatriz

Tamanho do texto Aa Aa

O aborto é ilegal em El Salvador, mas não a cesariana. Esta foi a solução encontrada pela justiça para salvar Beatriz, grávida de 26 semanas.

A mulher de 22 anos, portadora de lúpus, corre risco de vida e o bebé deve nascer sem parte do encéfalo devido a problemas no sistema nervoso.

A operação está marcada para a próxima semana.

A ativista, Irma Guirola, lamenta que a decisão resolva apenas um caso em particular e deixe de fora todas as mulheres que pelo tempo de gravidez não se podem submeter a uma cesariana.

Os médicos preveem que o bebé morra durante o parto ou nas primeiras horas de vida.

A interrupção da gravidez por razões de saúde chegou a estar consagrada na Constituição deste país da América Latina até à década de 90.

O aborto de Beatriz foi defendido, publicamente, por políticos e ativistas de todo o mundo. Um caso continua a gerar protestos como este no México.