Última hora

Última hora

Pai de amigo dos bombistas de Boston morto pelo FBI exige justiça

Em leitura:

Pai de amigo dos bombistas de Boston morto pelo FBI exige justiça

Tamanho do texto Aa Aa

Os pais dos suspeitos dos atentados de Boston voltam a clamar a inocência dos filhos, enquanto o FBI é acusado da morte de um amigo dos alegados bombistas.

No Daguestão, a mãe de Tamerlan e Dzohkhar Tsarnaev explicou que, na última semana, pode falar por telefone com o filho mais novo pela primeira e única vez desde que foi capturado.

Zubeidat Tsarnaev diz que é “a primeira a acreditar que o filho está completamente inocente” e acrescenta que ao “saber que ele está como um animal numa jaula, isolado do mundo, é impossível conter as emoções”.

Em Moscovo, o pai de Ibrahim Todashev – abatido por agentes federais norte-americanos no dia 22 durante um interrogatório na sua residência de Orlando, na Flórida – acusou o FBI de “executar” o filho, mostrando fotos do corpo com várias marcas de balas.

Abdul-Baki Todashev afirma que “ele foi torturado durante oito horas, sem advogado ou testemunhas” e acrescentou que pretende “justiça, uma investigação e que essas pessoas sejam julgadas”. Todashev diz que não são agentes do FBI, mas “bandidos”.

Até ao momento, o FBI disse apenas que Ibrahim foi morto quando tentou agredir os investigadores. O jovem era questionado sobre a ligação aos supostos bombistas de Boston e o envolvimento num homicídio de 2011.