Última hora

Última hora

Rainha Isabel II visita quartel de Woolwich

Em leitura:

Rainha Isabel II visita quartel de Woolwich

Tamanho do texto Aa Aa

A rainha Isabel II visitou esta sexta-feira o quartel a que pertencia o soldado Lee Rigby, atropelado e esfaqueado até à morte no dia 22 de maio.

A visita da monarca já estava prevista antes do homicídio mas ganhou uma dimensão especial depois do crime.

Após ser recebida pela guarda de honra, Isabel II encontrou-se com alguns militares que, entre outras funções, disparam as salvas nas cerimónias oficiais da monarquia.

Esta sexta-feira, foi aberto o inquérito judicial que visa estabelecer as circunstâncias exatas da morte do soldado. Segundo a Scotland Yard, Lee Rigby foi atropelado no passeio, a poucas centenas de metros do quartel, pelo carro em que seguiam os dois suspeitos que depois o esfaquearam até à morte.

No total 10 pessoas foram detidas por ligações a este caso. Duas foram libertadas sem acusação e outras seis estão em liberdade sob caução. Dos dois principais suspeitos, Michael Adebowale, de 22 anos, já foi acusado de homicídio, enquanto que o outro, Michael Adebolajo, de 28 anos, continua hospitalizado sob custódia policial.

O brutal homicídio de Lee Rigby, em plena luz do dia, nos subúrbios de Londres, chocou a Inglaterra e relançou as preocupações com a segurança e a radicalização do islamismo no país.