Última hora

Última hora

Istambul:manifestantes desafiam governo e mantém-se na rua

Em leitura:

Istambul:manifestantes desafiam governo e mantém-se na rua

Tamanho do texto Aa Aa

Os manifestantes que passaram o dia nas ruas de Istambul estão dispostos a continuar durante a noite.

Apesar dos confrontos com a polícia e dos numerosos feridos, milhares de pessoas não tencionam desistir. Aquilo que começou como um protesto contra um projeto urbanístico, está a tornar-se numa revolta contra o governo e contra a atitude da polícia.

“Penso que a polícia usou de força excessiva. Viraram as costas ao povo. A polícia não devia ter feito isto. Nós vamos fazê-los parar a resistência contra nós. Mas enquanto os media não nos ajudarem, o nosso poder será limitado mesmo com as redes sociais. os nossos pais nem sabem o que estamos a viver aqui. os media deviam estar aqui”, afirma uma jovem.

Outra, desafia: “Dizemos à polícia e às outras forças de segurança que o gás lacrimogénio é bom. Podem continuar a enviá-lo para a nossa cara, os nossos olhos e o nosso corpo, mas não podem tocar no nosso parque”.

Os confrontos começaram quando a polícia tentou na madrugada de sexta-feira desalojar, pela força, dezenas de pessoas que se tinham instalado no parque Gezi, nos arredores da Praça Taksim, para impedirem o abate de 600 árvores, com vista à construção de um novo projeto urbanístico.

A revolta de Istambul propagou-se entretanto a outras cidades como a capital, Ankara ou Esmirna, na costa do mar Egeu.