Última hora

Última hora

Você pensa o robot faz

Em leitura:

Você pensa o robot faz

Tamanho do texto Aa Aa

Controlar um robot com a mente já não é ficção científica. Uma equipa de investigadores franceses associou-se ao instituto japonês de robótica, para desenvolver uma tecnologia que controla um robot humanoide com o pensamento.

Um scanner no cérebro deteta variações no fluxo sanguíneo e o algoritmo desenvolvido pelos cientistas associa-as com um movimento específico do corpo.

Abderrahmane Kheddar, diretor do laboratório de robótica: “É apenas um robot que se está a operar à distância. Mas o nível de envolvimento do interface entre o ser humano e o robot deve estar de forma, a que se sinta que este robot faz parte de nós.”

Quando o utilizador fixa um objeto em particular, os sensores detetam a atividade do cérebro, que vai ser diferente dependendo da frequência de oscilação e o robot move-se para pegar na garrafa certa.

Para fazer com que o robot se movimente, aparecem setas no ecrã e os sensores detetam em que seta o utilizador está concentrado.

Damien Petit, estudante no laboratório de robótica: “Há que limpar a mente e não pensar em muitas coisas e concentrar-se apenas no que se quer fazer. Se se quiser conduzir o robot ou pegar no objeto.”

O objetivo desta pesquisa vai mais longe, os cientistas estão a tentar criar uma espécie de simbiose entre o homem e o robot.