Última hora

Última hora

Muro de Berlim a leilão em Paris

Em leitura:

Muro de Berlim a leilão em Paris

Tamanho do texto Aa Aa

Peças de arte feitas com pedaços do Muro de Berlim vão a leilão em Paris. A casa Pierre Bergé & Associados leiloa 48 fragmentos do muro, peças únicas de artistas internacionais. O tema é a liberdade.

A coleção tem vindo a crescer ao longo de 20 anos. O colecionador francês Sylvestre Verger é um dos promotores deste projeto: “Consegui salvar esta coleção, as primeiras peças desta coleção com alguns amigos, conseguimos comprá-las em Londres, em plena crise económica.”

A coleção foi exibida em várias cidades de todo o mundo.

Sylvestre Verger: “Fizemos a primeira exposição com Raymond Barre, em Lyon, durante o G7 na altura e tivemos a sorte da visita de Gorbachev e da esposa Raissa”.

As obras vão ser leiloadas entre os 3 mil e os 300 mil euros. A coleção completa ultrapassa os 800 mil.

Sylvestre Verger: “Vemos toda a censura da informação, aqui está o testemunho de Gricha Bruskin, gosto muito deste trabalho. E aqui temos um grande artista russo Eric Bulatov, que, mesmo em 1990, fez um sinal de stop. Para ele, a queda do muro cria uma perspetiva, com este stop, que é um um não parar.”

O artista alemão Rolf König gravou um coração no muro. Na exposição antes do leilão pode ver-se a obra do americano Adam Steiner: a “Caixa de Pandora” que contém o muro dentro de uma caixa de metal.

Adam Steiner, Artist: “Para mim, o muro representa algo muito mau. Então, senti que a única coisa que podia fazer era fechá-lo”.

O leilão acontece a 6 de junho, no Palais d’Iena, em Paris.

Giovanni Magi, euronews: “As 48 obras são leiloadas individualmente, mas os leiloeiros vão favorecer os licitantes que queiram adquirir a coleção inteira, de forma a não dispersar este património único no mundo.”