Última hora

Última hora

Novas águas para o Mary Rose

Em leitura:

Novas águas para o Mary Rose

Tamanho do texto Aa Aa

Quase 500 anos depois de se afundar ao largo da costa sul da Inglaterra, o navio de guerra Mary Rose tem uma nova casa. Passaram mais de 30 anos desde que o famoso navio de guerra foi resgatado, mas agora tem um lugar permanente no museu de arte Mary Rose em Portsmouth.

Christopher Dobbs, arqueólogo marítimo: “Encontramos também uma cabine completa, que tinha toneladas de ferramentas e extraordinariamente estava lá um jogo de gamão e do lado de fora da cabine estava um cão, restos de um cão do período Tudor, talvez o cão do carpinteiro, assim como todos os bens do carpinteiro, é simplesmente extraordinário.”

A manutenção do navio e das suas preciosidades é agora o foco de uma equipa de cientistas, que está a descobrir novas técnicas de conservação.

Durante décadas as madeiras do navio têm sido constantemente encharcadas com produtos químicos para assegurar a sua conservação.

Christopher Dobbs: “Outra coisa surpreendente sobre a coleção do Mary Rose é que temos alguns dos objetos que pertenceram a alguns dos profissionais a bordo. Por exemplo, o cirurgião, temos uma caixa completa com todas as pomadas e frascos e por aí fora…E numa condição extraordinária”.

Para os historiadores navais e para os arqueólogos, o museu parece destinado a dar uma nova vida ao Mary Rose.