Última hora

Última hora

Os que estão ao lado de Erdogan

Em leitura:

Os que estão ao lado de Erdogan

Tamanho do texto Aa Aa

Num momento em que os protestos contra o governo turco assumem proporções inesperadas, entre acusações contra a alegada política de islamização do país, muitos saem em defesa do primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan. No bairro conservador de Fatih, em Istambul, a dois passos da Praça Taksim, os depoimentos que recolhemos vão todos no mesmo sentido.

“Estive lá, vi-os a cantar contra o fascismo. Está errado aquilo que têm feito: abalroam os carros da polícia, assaltam os autocarros. O comércio fechou. Destruíram montes de coisas para salvar algumas árvores.”

“Há 40 anos que cá vivo. A polícia nunca me mandou parar para perguntar o que quer que seja. Toda a gente faz o que quer, onde quer.”

“O que tem acontecido é obra de forças estrangeiras e dos seus colaboradores.”

O risco de uma divisão na Turquia é cada vez mais concreto, com apoiantes e críticos de Erdogan a reforçarem as suas fileiras.