Última hora

Última hora

Paquistão: Nawaz Sharif contra os 'drones'

Em leitura:

Paquistão: Nawaz Sharif contra os 'drones'

Tamanho do texto Aa Aa

Assim que tomou posse, o novo primeiro-ministro paquistanês reclamou o fim dos ataques com ‘drones’ norte-americanos.

A cerimónia de tomada de posse Nawaz Sharif decorreu, esta terça-feira, em Islamabad.

O partido Liga Muçulmana do Paquistão-Nawaz, ganhou as eleições gerais de 11 de maio, com maioria absoluta. O novo executivo deve resolver problemas como a violência sectária, o colapso da economia ou as relações tensas com o aliado norte-americano.

O discurso de Nawaz Sharif, sobre os ‘drones’ não deve ter acalmado os ânimos em Washington. “Nós respeitamos a soberania dos outros, os outros devem respeitar também a nossa”, disse.

Na semana passada, um ataque levado a cabo por estes aviões não tripulados matou Wali ur-Rehman, número dois do Movimento Talibã do Paquistão, que retirou imediatamente a proposta de conversações de paz com Islamabad, acusando-a de seguidismo norte-americano.

Foi em 2004 que os americanos começaram a recorrer a ataques com ‘drones’, para atingir os talibãs nas zonas tribais do noroeste do Paquistão; ataques que se intensificaram a partir de 2008. Desde então, cerca de 300 bombardeamentos provocaram a morte a mais de 2000 pessoas – sobretudo combatentes islamitas, segundo as autoridades paquistanesas.