Última hora

Última hora

Muçulmanos anticapitalistas juntam-se a manifestantes na Praça Taksim em Istambul

Em leitura:

Muçulmanos anticapitalistas juntam-se a manifestantes na Praça Taksim em Istambul

Tamanho do texto Aa Aa

Uma oração contra a violência policial. Foi assim esta noite em Istambul. Perto de 30 muçulmanos, ditos anticapitalistas, juntaram-se aos grupos de manifestantes que há vários dias se encontram na Praça Taksim para protestar contra o governo de Recep Tayyip Erdogan.

O ato é simbólico na medida em que nesta noite de quarta para quinta-feira os muçulmanos juntam-se nas mesquitas para celebrarem um dos momentos marcantes do calendário do Islão, a ascensão do profeta ao céu.

Durante a manifestação o líder do grupo de muçulmanos anticapitalistas, Ihsan Eliacik, atacou o governo.

“Eles dizem que os que estão aqui são bêbedos. Nós dizemos-lhes: deixem-nos em paz. Nós podemos conviver com eles porque não são traidores.”

No final da oração, membros do grupo de islamitas tentaram queimar bandeiras americanas e israelitas mas foram impedidos pelos restantes manifestantes.